Olhei pra tras, percebi quanto tempo perdi
Agora aqui por ti, declamo meu amor
E por favor, não faça desse puro sentimento
Um dia ser tornar fel ou doce veneno
Em tanto sofrimento que a vida me ofertou
Eu agradeço ao Senhor pela dignidade
Embora quem achou que a minha derrota na verdade
Era a humilhação de te encontrar atras das grades
Se enganou, sou filha do príncipe dos exercítos
Aquele que do céu, estremeceu o inferno
Então não tem nada que possa me parar ou me deter
A justiça do homem, por você,
pra lá de impiedosa foi
Agora eu sei, o quanto que marcou em mim
Quase morri, pois bem
E agora eu vou e seja como for, eu vou com a alma
Porque pra nossa vitória ninguém bate palmas
Lembro sim do seu rosto feliz sorrindo
E as cartas de amor com carinho

Refrão (2x):
Enxugue as lágrimas que escorrem no rosto
Meu amor por você não é pouco...
Se for preciso eu dou minha vida por ti
Sou capaz de morrer...

pra lá de impiedosa foi
Agora eu sei, o quanto que marcou em mim
Quase morri, pois bem
E agora eu vou e seja como for, eu vou com a alma
Porque pra nossa vitória ninguém bate palmas
Lembro sim do seu rosto feliz sorrindo
E as cartas de amor com carinho

Refrão (2x):
Enxugue as lágrimas que escorrem no rosto
Meu amor por você não é pouco...
Se for preciso eu dou minha vida por ti
Sou capaz de morrer...


Yzalú paroles Resgate paroles traduction biographie chansons lyrics discographie clips videos mp3s