Eu que não sou mulher
Apenas em 8 de março
Eu também uso meus braços
Pra lutar nessa guerrilha
Eu que não sou Anita
Hilda furacão nem acho
Traço de antepassado
(meu) na capa de revista
Eu que não tenho cifras
Falo a língua do meu povo
De sorriso verdadeiro
Brasileira brasileiro
Eu que de tanto apreço
De Adriana Calcanhoto
De um verso de um livro
De um brilho de um sonho
De um circo de um mito
Um Caetano Veloso (bis)

Refrão:
Das janelas sem cortinas
Das fogueiras sem lareiras
Dos sapatos apertados
Dos valores na sarjeta (bis)
Se as praças tão vazias
Na final de campeonato
Meu consolo não é parco
Na ausência da canção


Yzalú paroles 8 de Março paroles traduction biographie chansons lyrics discographie clips videos mp3s